©D. Darrault - ABADIA DE FONTEVRAUD ©D. Darrault - ABADIA DE FONTEVRAUD ©S. Bonniol/Visuelles - ABADIA DE FONTEVRAUD ©S. Bonniol/Visuelles - ABADIA DE FONTEVRAUD ©D. Darrault - ABADIA DE FONTEVRAUD ©D. Darrault - ABADIA DE FONTEVRAUD
ABADIA DE FONTEVRAUD
ABADIA DE FONTEVRAUD
ABADIA DE FONTEVRAUD
ABADIA DE FONTEVRAUD
ABADIA DE FONTEVRAUD
ABADIA DE FONTEVRAUD
ABADIA DE FONTEVRAUD
ABADIA DE FONTEVRAUD
ABADIA DE FONTEVRAUD
ABADIA DE FONTEVRAUD

Uma cidade monástica

A vida monástica na Abadia de Fontevraud articulava-se entre a vida espiritual: a oração, o trabalho e a vida comunitária.
O claustro do Grand-Moûtier
Local de visita, é ao redor do claustro que se organiza a vida no convento: ao norte, a igreja; a leste, a sacristia e a sala capitular; ao sul, o refeitório; e a oeste, as cozinhas, horta, etc. Foi reconstruído no século XVI e no século XIX foram adicionadas galerias penitenciárias.

A vida no convento ao redor do claustro

A sala capitular
Era nessa sala que ocorriam as assembleias religiosas e as diversas cerimônias. Reconstruída no século XVI, suas paredes foram pintadas por volta de 1563. Foram recobertas na época da prisão.

O chauffoir
Os trabalhos de costura eram realizados no chauffoir, o único espaço aquecido da Abadia.

O refeitório
Era nessa sala que os monges e monjas se encontravam duas vezes por dia para as refeições. Inicialmente composto por alimentos à base de amido e peixes, o regime alimentar iria mudar com a reforma da ordem no século XVII.

Os dormitórios
Uma bela escada de estilo renascentista, com um único lance, do século XVI, oferece acesso aos três dormitórios.

Labora, o trabalho dos monges

As enfermarias de São Benedito
Edificadas no século XII e depois reconstruídas por volta de 1600, elas constituíam na origem o pátio principal da Abadia e abrigavam as monjas no fim da vida.

As cozinhas romanas
Batistério, lanterna dos mortos ou igreja, a atribuição desse edifício do século XII permaneceu por muito tempo incerto. Sabe-se hoje que tratava-se das cozinhas.

Os jardins
Como muitos monastérios, Fontevraud era cercado por jardins onde cada espaço era dedicado a uma função específica: horta utilitária, pomar e o jardim de plantas medicinais.

para saber mais >>