Chambord Chambord Chambord - Lanterne restaurée Bateau Château de Chambord Domaine National de Chambord Domaine National de Chambord Domaine National de Chambord Domaine National de Chambord
DOMÍNIO NACIONAL DE CHAMBORD
DOMÍNIO NACIONAL DE CHAMBORD
DOMÍNIO NACIONAL DE CHAMBORD
DOMÍNIO NACIONAL DE CHAMBORD
DOMÍNIO NACIONAL DE CHAMBORD
DOMÍNIO NACIONAL DE CHAMBORD
DOMÍNIO NACIONAL DE CHAMBORD
DOMÍNIO NACIONAL DE CHAMBORD
DOMÍNIO NACIONAL DE CHAMBORD
DOMÍNIO NACIONAL DE CHAMBORD
DOMÍNIO NACIONAL DE CHAMBORD
DOMÍNIO NACIONAL DE CHAMBORD
DOMÍNIO NACIONAL DE CHAMBORD
DOMÍNIO NACIONAL DE CHAMBORD

Chambord ao passar dos séculos

1498 Luís XII sobe ao poder, as terras de Chambord são anexadas à Coroa. 1519 Início da construção do castelo sob as ordens de Francisco I. 1535 Fim da construção do mirante e início da salas inferiores. 1539 Francisco I recebe Carlos V em Chambord. 1547 Morte de Francisco I. Sequência de obras sob as ordens de Henrique II que vem caçar e assina o tratado das três diocese.

1641- 1660 Luís XIII confia Chambord em doação a seu irmão Gastão d’Orleans que passa a se hospedar ali com frequência.

1660- 1685 Luís XIV se hospeda nove vezes em Chambord, por cerca de cem dias, no total. A última delas ocorreu entre 6 de setembro e 28 de outubro de 1685. Molière criou e encenou pela primeira vez « O Burguês fidalgo » e « O Avarento » no castelo. 1680 -1685 Canteiro de obras do arquitetos J. Hardouin Mansart e d’Obray para terminar o castelo.

1725 -1722 Stanislas Leczinski, rei da Polônia no exílio e sogro de Luís XV se hospeda em Chambord.

1809 Napoleão oferece a propriedade ao Marechal Berthier, que se torna o Principado de Wagram. Berthier morre dois dias depois de sua chegada, em 1815. 1819 A viúva do Marechal Berthier recebe ode Luís XVIII o direito de poder vender a propriedade.

1821 Chambord é oferecido ao duque de Bordeaux, filho mais jovem do rei Carlos X e futuro conde de Chambord, por consenso nacional. 1840 Inscrição na primeira lista de monumentos históricos por Prosper de Merimée. 1871 Em 5 de julho o conde de Chambord decide publicar o manifesto pelo qual renuncia a se tornar Henrique V, por fidelidade à bandeira branca. 1883 Morte do conde de Chambord. A propriedade é passada aos sobrinhos da família Bourbon Parma.

1914 Em 14 de setembro passou para a custódia do Estado francês. 1930 Adquirido pelo Estado, que também passa a administrar da propriedade. 1947 O Estado confia a gestão de Chambord à diferentes setores de administraçãos (finanças, arquitetura, recursos hídricos e florestas, estradas) – classificação como reserva nacional de caça. 1981 Inscrição na lista do patrimônio Mundial da Unesco. 1997 Clasiificação da propriedade total, sob a lei 1913 sobre monumentos históricos. 2005 A lei de 23 de fevereiro de 2005 relativa à descentralização de territórios rurais confia a administração do Domaine National de Chambord a um órgão público de caráter industrial e comercial (EPIC)

 

Para saber mais >>